A política e as redes sociais; confira dicas para eleitores e candidatos

O que pode ser ruim é, por exemplo, o uso excessivo do santinho digital.

Por em 26/07/2012 às 07:46

Um grande dilema hoje nas redes sociais é o uso destas redes para propaganda política, já dizia Lula que “O pior castigo para quem não gosta de política, é ser governado pelos que gostam”, porém, a maior parte do eleitorado brasileiro que está desacreditada com a política e com os políticos vê o uso das redes sociais para propaganda política como um inconveniente.

O marketing na internet através das redes sociais é a mais nova forma de se fazer o “boca a boca”.

Para os políticos isso pode ser uma estratégia excelente ou uma forma de fazer com que o eleitorado tenha repulso a eles. Um exemplo de campanha na internet que deu certo foi a campanha presidencial de Barack Obama, que se mostrou mais humano e menos político, cantou, dançou e até matou moscas com uma técnica incrível, diga se de passagem. O que pode ser ruim é, por exemplo, o uso excessivo do santinho digital, postar sempre a mesma foto com a mesma mensagem, não politicamente correto.

As pessoas podem postar o que quiserem e também optarem sobre o que querem ler. A dica que deixamos aos políticos é, sejam acessíveis após eleitos, deem ouvidos aos pleitos da população, pratiquem cidadania e democracia.

Para os eleitores sugerimos extrair o máximo de informações sobre seus candidatos, plano de governo, projetos futuros, opiniões e tudo que for importante na hora de decidir o voto.

Para ambas as partes o cuidado com a privacidade de cada um é fundamental, respeitar o próximo as suas opiniões tornam todo o processo eleitoral nas redes sociais aceitável e produtivo.

Acompanhe as últimas notícias da Eleição Local

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *