Policiais de Goiás retomam hoje paralisação encerrada em 29 de agosto

A alegação é de que o governo estadual não cumpriu o prometido. Secretaria de Segurança avisa que descontará dias parados

Por em 23/10/2012 às 01:00

Do Correio Braziliense

Recomeça hoje a greve da Polícia Civil de Goiás, que abrange 19 municípios e 26 delegacias do Entorno. Cerca de 400 agentes e escrivães da região devem aderir à paralisação, e a atividade policial será reduzida a 30%. O Instituto Médico Legal (IML) também participa do movimento nos trabalhos realizados em conjunto com a força policial. Uma reunião do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Goiás será realizada hoje, às 10h, para decidir as diretrizes do movimento.

A greve começou em julho de 2012 e, depois de 49 dias paralisados, os policiais civis de Goiás decidiram retomar o trabalho em 29 de agosto. A categoria reivindica aumento salarial. Com a promessa de reestruturação da carreira e um plano de bônus salarial, eles decidiram suspender a paralisação. “Estamos retornando a greve agora, uma vez que o governo não cumpriu o acordo que foi inicialmente acertado com o governador”, explicou o agente Silveira Alves, presidente do Sindicato. A partir de amanhã, em Goiás, apenas ocorrências de crimes hediondos e de flagrantes serão registradas. Atualmente, o salário dos agentes e peritos goianos é de R$ 2,9 mil. O que eles querem é o mesmo reajuste que os delegados receberam, o que aumentaria os ganhos deles para R$ 7.250, em início de carreira.

Fonte: Correio Braziliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *