Moradores do Entorno do DF dão nota zero para o transporte público

A intenção da agência é ouvir os passageiros e criar medidas para solucionar os problemas.

Por em 15/11/2012 às 18:49

Pessoas que moram no Entorno do DF e dependem de ônibus para trabalhar ou estudar em Brasília dão nota zero para o transporte público. Eles dizem que os veículos são muito velhos, as passagens caras demais e o tempo de espera é bem alto.

Por isso, a ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre) prometeu criar uma licitação até o fim do ano para melhorar o transporte para essas pessoas. A intenção da agência é ouvir os passageiros e criar medidas para solucionar os problemas.

Em outubro, por exemplo, três ônibus que faziam a linha Distrito Federal – Planaltina de Goiás, região do Entorno do DF, pegaram fogo. No último caso, a causa foi a revolta dos passageiros, que não se conformaram com mais um carro quebrado no horário de pico.

Para chamar a atenção do governo, a população fez diversos protestos em 2012. Há exatamente um ano, várias pessoas começaram o dia fechando a BR-070, rodovia que liga Brasília a Águas Lindas de Goiás. Na época, os policiais precisaram atirar com balas de borracha para conter a fúria dos moradores.

Em Novo Gama, não foi diferente. No mês de julho deste ano, moradores fecharam rodovia em protesto por melhorias no transporte e contra o monopólio na região. Atualmente, uma segunda empresa transita na região.

O passageiro Marciel Almeida diz que aguarda na fila horas para voltar para casa depois de um longo dia de trabalho.

— As passagens são caras, os ônibus são velhos, quebram a todo momento e vivem lotados. É um total desrespeito com a população.

O sistema de transporte rodoviário semi-urbano entre o DF e o Entorno é considerado atualmente o maior do tipo em todo o Brasil. Ao todo, 90 milhões de pessoas entram e saem todos os anos desses veículos. Além disso, são mais de 550 linhas fixas ligando onze cidades do DF a Goiás e Minas.

Agora, a ANTT também promete aumentar a frota, melhorar a qualidade do transporte e usar rastreadores. Todo o planejamento está sendo montado. Na última semana, uma audiência pública para aprimorar o sistema de transporte teve início e a população do DF e Entorno tem até o dia 28 de dezembro para dizer o que acha sobre o transporte público interestadual. Todas as opiniões e sugestões vão ser usadas como base para a criação do processo licitatório, que promete solucionar as reclamações dos usuários.

Com informações do R7.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *